Ministério da Justiça notifica TIM por indício de publicidade enganosa



O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça afirma ter notificado a TIM para prestar esclarecimentos sobre a publicidade do serviço de acesso à Internet TIM Whatsapp Ilimitado.
Em nota, o órgão diz que foram pedidas informações sobre “divergências quanto à oferta e publicidade do serviço e as condições e limitações contratuais”. O objetivo é verificar os indícios de publicidade enganosa e se todos os direitos e garantias dos consumidores estão sendo respeitados.
De acordo com o diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor da Senacon/MJ, Amaury Oliva, “é dever do fornecedor informar, esclarecer e orientar o consumidor sobre todas as condições do serviço ofertado. A oferta e a publicidade revelam o padrão ético das empresas. Não podemos admitir que elas se aproveitem da vulnerabilidade dos consumidores, criem falsas expectativas e enganem o consumidor”, afirmou, em nota.
A operadora terá prazo de até dez dias para prestar os esclarecimentos à secretaria. Se condenada, pode ser multada em valores que chegam a R$ 7 milhões.
Em nota, a TIM informou que sempre incluiu, nas suas peças publicitárias, a data de validade da referida promoção – tal como usual nas comunicações de ofertas praticadas por todo o mercado – e que prestará os esclarecimentos necessários em sua resposta.
“Cabe ressaltar que, no dia 23/4, a TIM e demais operadoras firmaram um compromisso público para aprimorar a comunicação sobre ofertas de internet móvel com Ministério das Comunicações, Senacom e Anatel. O acordo prevê o ajuste das campanhas das companhias a partir da criação de um código de autorregulamentação nos próximos 30 dias.”


Blog do Gordinho
Ministério da Justiça notifica TIM por indício de publicidade enganosa Ministério da Justiça notifica TIM por indício de publicidade enganosa Reviewed by Guedes Erivaldo on 01:43 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.