DEBATE... REDUÇÃO DA MAIORIDADE: “QUERO SER BANDIDO MESMO” DISSE MENOR DE IDADE QUE ESTUPROU E ASSASSINOU


Menor de idade que participou de estupro monstruoso no Piauí deixou o juiz do caso consternado. PT, PCdoB e PSOL são contra maiores punições para criminosos como esses.
Um dos crimes mais monstruosos já vistos no país continua a assombrar a população em meio ao debate sobre a redução da maioridade penal. Uma reportagem da revista Veja desta semana ajuda a ilustrar o ambiente criado pela situação de impunidade no país. Leiam alguns trechos:
Danielly Rodrigues Feitosa, de 17 anos, desapareceu na tarde de 27 de maio depois de subir com três amigas o Morro do Garrote para tirar fotos que seriam publicadas em redes sociais. No caminho, as estudantes foram rendidas por quatro adolescentes que, naquela tarde, usavam drogas na companhia de um traficante de 39 anos, fugitivo de São Paulo. O desfecho desse encontro foram duas horas de terror. As meninas foram despidas à faca, amordaçadas com as próprias roupas íntimas, amarradas a um cajueiro, torturadas e obrigadas a manter relações sexuais com os cinco menores. Depois disso, foram atiradas de um penhasco. A queda no terreno de pedregulhos pontiagudos provocou ferimentos severos. Elas ainda ficaram cravejadas de espinhos pelo corpo. Como não sobreviveram, dois menores desceram o morro e tentaram liquidá-las a pedradas. Danielly morreu no último domingo e uma das vítimas permanece internada em estado grave. A atrocidade foi cometida no momento em que o Congresso Nacional parece ter decidido fazer avançar mudanças na maioridade penal no Brasil. Quem conheceu as quatro meninas da minúscula cidade do Piauí, estado recordista em indicadores negativos no país, só quer resposta para uma pergunta: menores que cometem crimes brutais como esse vão ficar impunes?
G.V.S é o menor que aparece em vídeo obtido pelo site de VEJA. Nele, acusa o traficante Adão José Silva Souza de ter forçado as quatro vítimas a manter relações sexuais com ele e com todos os meninos com uma arma à mão – a versão também consta dos depoimentos dos demais menores, embora a polícia não tenha encontrado o revólver 38 na cena do crime, nem um revólver 32, que também aparece em um dos depoimentos. O vídeo foi gravado por policiais civis após a captura dos menores na manhã seguinte ao crime – os celulares das vítimas ainda estavam jogados no local.
G.V.S foi reconhecido por fotos durante o depoimento de duas das adolescentes que conseguiram falar à polícia: J.L.S., de 15 anos, que recebeu alta nesta semana, e I.C.M.F., de 16 anos, que sofreu traumatismo craniano. Segundo elas, foi ele quem as abordou primeiro com uma faca, e não Adão. A terceira sobrevivente, R.N.S.R, de 17 anos, ainda não teve alta no Hospital de Urgências de Teresina (HUT).
“Esse menor de 17 anos é frio e calculista, não consigo acreditar que um ser humano faça tamanha crueldade”.
Segundo a mãe, G.V.S tinha comportamento agressivo com as irmãs. Conta que sempre que o garoto entrava em casa, as meninas diziam: “Lá vem o ladrão!”. G.V.S ficava furioso. Para a mãe, a culpa pelo comportamento do filho é das más companhias e das drogas. Ela diz que sempre implorou para que ele “saísse dessa vida e fosse trabalhar” e que chegou ameaçar abandoná-lo. O promotor Cezário Cavalcante Neto conta que já decidiu perdoar G.V.S. em uma audiência e solicitou que ele fosse matriculado em uma escola em vez de ser internado. O garoto reagiu: “Ele disse na minha frente e na frente do juiz ‘Quero é ser bandido mesmo’. Fiquei em choque”.


Cariri em Ação
DEBATE... REDUÇÃO DA MAIORIDADE: “QUERO SER BANDIDO MESMO” DISSE MENOR DE IDADE QUE ESTUPROU E ASSASSINOU DEBATE... REDUÇÃO DA MAIORIDADE: “QUERO SER BANDIDO MESMO” DISSE MENOR DE IDADE QUE ESTUPROU E ASSASSINOU Reviewed by Guedes Erivaldo on 03:14 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.